Início das aulas: como organizar os materiais escolares?

Início do ano letivo, sabemos que nessa época temos gastos altos com a criançada. É material escolar, mochila, uniforme, calçados, entre outras preocupações que nos fazem pensar em como se organizar direito para que tudo saia certo.
Após isso, tem ainda o transporte até a escola, a mensalidade em alguns casos, o lanche e por fim temos a agenda. Ufaaa! É muita coisa para se organizar, não é?
Por isso, no artigo de hoje sobre início das aulas, vamos te ajudar a como resolver essas questões de materiais escolares, para você não ficar “maluco(a)” de vez. Então, vamos entrar no ritmo das salas de aula e já pegue o seu caderninho e uma caneta, e anote as nossas dicas.
Vamos começar!?

Por que não levar filhos nas compras dos materiais escolares?

Talvez você já deva saber a resposta desta pergunta. Se a sua resposta for somente a questão de não querer leva-los, para não acabar gastando mais que o planejado, saiba que a resposta vai um pouco além disso.
A questão é, ter tempo de analisar melhor o que você está comprando. E também, para verificar preços, qual marca é melhor e assim por diante.
Quando recebemos a lista de material escolar, logo pensamos na quantidade de coisas que a escola pede, e o que é de extrema importância para o seu filho levar. Sabemos que os materiais são para o ano todo, por isso, muitas vezes, não abrimos mão de comprar o que realmente precisa ser levado. Então, imagina se eles estiverem juntos, esses gastos possivelmente seriam maiores.
Os pequenos quando são envolvidos nas compras, se empolgam porque são materiais novos, e isso pode ocorrer há falta de atenção dos pais que podem se deixar levar pelas emoções dos filhos, e acabar gastando mais que o planejado, ou comprando materiais de baixa qualidade ou mesmo perigosos.
Por isso, se você tiver a opção de deixá-los com alguém, com certeza será uma boa opção. Assim, voltamos ao início desta questão, você terá tempo de analisar e pensar melhor nas compras que você está fazendo.
Porém, estamos falando de filhos pequenos, se você já tem filhos maiores de 10 anos, por exemplo, a conversa já é outra. Neste caso, a importância deles estarem juntos na hora da escolha dos materiais, podem ajudar no desenvolvimento pessoal deles.

Saiba como é importante a participação dos filhos maiores nas compras escolares
O primeiro motivo pelo qual você deve envolver seu filho(a) na compra do material escolar é que essa é uma demonstração de confiança, que afeta positivamente a autoestima.
Na prática, essa é uma oportunidade para que a criança exercite sua independência e resolva os seus próprios problemas. Afinal de contas, ela se vê diante de um desafio: levar para casa uma determinada quantidade de itens, mas sem estourar o orçamento.
Além disso, é uma oportunidade para que exercitem a sua criatividade.
Para que todos fiquem satisfeitos ao final da ida a papelaria – os pais com o valor gasto e os filhos com os itens comprados – resta a criança usar toda a sua criatividade na hora de escolher cadernos, estojos e mochilas.
Um dos segredos para que essa conta feche é não se apegar apenas aos itens novos. Também é possível reaproveitar os materiais escolares de anos anteriores que estejam em bom estado de conservação.
Mesmo assim, nada impede que os produtos do seu filho tenham um ar de novidade: é possível customizá-los. Que tal encapar de novo aquele caderno que ainda tem folhas sobrando?
E outra coisa muito importante também, é que as crianças aprendem a dar valor ao dinheiro. Essa primeira experiência na papelaria, pode, inclusive, servir como estímulo para que a criança guarde uma parte de sua mesada para comprar algo mais caro, que não tenha sido possível adquirir neste ano. O hábito de economizar, inclusive, pode ser praticado em muitas outras situações do cotidiano.
Finalmente, a oportunidade de escolher o próprio material também desperta na criança uma responsabilidade por zelar pelos itens. O aluno vai tomar mais cuidado ao manusear os produtos, contribuindo para que eles cheguem ao final do ano intactos.

Afinal, como escolher bem os materiais escolares
Já que aprendemos como colocar nossos filhos na importância de estarem juntos ou não na escolha dos materiais, chegou o momento de como aprendermos a comprar da melhor maneira, e como economizar, já que a lista nunca vem tão pequena, não é?

1º) Faça uma lista inicial com os principais materiais que realmente precisam de imediato.
Nesta lista, faça uma subdivisão para cadernos (quantos vai precisar) e outra para o restante material (como lápis, canetas, borrachas, réguas, etc.)
Depois de fazer este levantamento, faça a lista final com tudo o que é realmente necessário e com a ajuda do seu filho (a). Já que são as crianças que depois vão usar este material, há sempre preferências a ter em conta.
2ª) Preste atenção nas promoções
Faça uma pesquisa e veja em que materiais pode poupar. Visite as principais papelarias da cidade, e até mesmo nos supermercados, muitas vezes você encontra itens mais baratos em algum lugar, e o restante em outro. Para isso, reserve um tempo!
3ª) Faça escolhas inteligentes.
Quando comprar o material escolar, há escolhas que o podem beneficiar e que acabam por ser também uma poupança. Por exemplo, em vez de comprar dois lápis, opte por pacotes que venham mais.
O mesmo se aplica a borrachas ou apontador. Isto vai permitir-lhe que tenha uma reserva em casa destes materiais, que geralmente se gastam passado um tempo, e evita aqueles pedidos de última hora.
Opte por um portfólio para guardar as fichas de todas as disciplinas. Assim, evita que o seu filho as perca no meio dos cadernos.
Escolha materiais de acordo com a idade da criança, como no caso de tesouras e colas. Leia os rótulos para saber para que idade são adequados.
4ª) Cuidado com as mochilas
Os médicos alertam cada vez mais para o peso das mochilas e como este pode ter repercussões negativas para a coluna das crianças, a curto e a longo prazo. Por isso, a escolha da mochila não pode recair apenas no aspeto estético, mas, e acima de tudo, numa boa gestão entre peso e uma escolha correta.
O que deve ter em conta quando escolher uma mochila:
- Opte por uma mochila de material leve e resistente;
- De preferência, a mochila deve ter as costas almofadadas;
- e que tenha alças ajustáveis.

Então, papai ou mamãe, gostaram da nossa aula de hoje? Esperamos que você possa aproveitar o máximo essas dicas e poder utilizar elas com os seus filhos.
Desejamos bom início letivo a todos, e não esqueça de compartilhar com seus amigos, ajudem eles também a se organizar direitinho.
Até mais! 

Últimos post